Site Overlay

Como um brasileiro consegue trabalhar em Portugal?

Como um brasileiro consegue trabalhar em Portugal?

A maioria dos brasileiros que está imigrando escolhe Portugal como destino para nova morada. Atualmente, são mais de 80.000 conterrâneos morando em terras portuguesas.

Entre as preocupações das pessoas que se mudaram — e, até mesmo, de quem ainda não colocou o plano em prática — o mercado de trabalho aparece no topo da lista.

A boa notícia é que Portugal é uma ótima opção para quem busca emprego fora do Brasil, principalmente para quem tem dupla cidadania. Ter esse documento ajuda por conta de o brasileiro com nacionalidade portuguesa não precisar requerer visto de trabalho ou algum outro documento que valide sua empregabilidade em Portugal.

Ter cidadania portuguesa automaticamente libera a moradia, o trabalho e os estudos do cidadão em terras lusitanas. Mas, caso você não seja descendente de português, existem outras maneiras de se conseguir trabalhar em Portugal.

No post de hoje, vamos explicar onde procurar vagas de emprego, como conseguir um trabalho em Portugal, quais documentos são necessários, qual a média salarial e quais as áreas profissionais mais valorizadas no país. Tem muita informação boa. Então, fique atento!

Como conseguir um emprego em Portugal

Se você pretende trabalhar em Portugal, é ideal já começar a procurar oportunidades de vaga. Dessa maneira, é possível delinear e entender melhor como é o funcionamento do mercado de trabalho português, qual o estilo mais comum de vagas de emprego oferecidas, quais regiões costumam ter mais ofertas, etc.

Além disso, podemos adiantar que o mercado é exigente. Para conseguir emprego em bar ou restaurante, por exemplo, é necessário saber falar inglês e espanhol, no mínimo.

Por isso, é importante frisar que deve haver um preparo e um bom planejamento por parte de quem quer ir trabalhar em Portugal, para que a pessoa já chegue pronta para as entrevistas de emprego e consiga um bom trabalho.

Dito isso, vamos para o que mais interessa: as etapas e as dicas do processo.

Visto de trabalho

Como explicamos ali em cima, quem tem cidadania portuguesa não precisa se preocupar com visto. Ao se tornar um cidadão português, a pessoa passa a ter o direito de visitar, morar, estudar e trabalhar não só em Portugal, como em todos os outros países membros da União Europeia.

Para quem não tem esse documento, a saída é obter outra documentação. A mais comum é o visto de trabalho, mas também são válidos o visto de empreendedor, o Startup Visa ou o Golden Visa. Todos esses tipos de visto dão a uma pessoa o direito de trabalhar em Portugal, mas cada um deles tem pré-requisitos específicos.

Aqui, vamos focar no visto de trabalho, o mais comum de ser requerido por brasileiros que pretendam trabalhar em Portugal.

Para solicitar esse documento, o requerente deve ter um contrato de trabalho ou uma carta de convite de trabalho, de modo que comprove vínculo com alguma empresa portuguesa. Além disso, o requerente não pode nunca ter estado ou estar ilegalmente na Europa e não pode ter antecedentes criminais.

Abaixo, uma lista com os principais documentos necessários para realizar o pedido de emissão do visto de trabalho:

  • Contrato de Trabalho (com horário de trabalho, cargo, função, nome do empregador, etc.);
  • Declaração do IEFP (de responsabilidade da empresa)
  • Declaração de pedido de visto
  • Passaporte válido com validade superior atrês meses
  • Meios de subsistência (comprovantes financeiros ou imposto de renda do último ano, por exemplo)
  • Comprovante de residência (reserva de hotel de uma semana, por exemplo)
  • Seguro de saúde de viagem;
  • Certificado de antecedentes criminais (obtido no site da Polícia Federal)
  • Duas fotos 3×4 coloridas, com fundo liso e recentes
  • Cópia da Identidade autenticada em cartório autorizado pelo Consulado de Portugal no Brasil
  • Carteira de Vacinação Internacional (pode ser solicitada no aeroporto)
  • Pagamento do boleto do Consulado (R$ 420,00).

Para requerer o visto de trabalho no Brasil, o interessado deve realizar o pedido no consulado português de sua escolha. Caso o brasileiro já esteja em Portugal, o requerimento do visto deve ser feito no SEF de Lisboa (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras).

É importante pesquisar e se organizar antes de dar início ao processo de emissão do visto.

Melhores sites

A melhor maneira de brasileiros procurarem vagas para trabalhar em Portugal é por meio de sites. Abaixo, citamos quatro grandes plataformas de busca. Para mais opções, leia também nosso post sobre os 7 melhores sites para procurara emprego em Portugal.

  • Indeed
  • Net-empregos
  • Sapo empregos
  • Expresso emprego

Além dessa opção, é bastante comum que brasileiros façam essa busca no Facebook. Há muitos grupos específicos de oferta de vagas em Portugal, especialmente em cidades como Porto ou Lisboa.

Fique atento

Essas dicas podem parecer óbvias para alguns, mas é sempre importante lembrar sobre esses detalhes. A atualização do currículo e do perfil no LinkedI são fatores essenciais para quem está na busca por um emprego no país lusitano.

No currículo, preencha todas as informações necessárias com muita clareza e não minta sobre experiências e aptidões. Lembre-se de colocar em evidência quais línguas além do português você fala, pois esse é um fator que conta bastante durante um processo seletivo. Também pode acontecer de algumas empresas pedirem carta de motivação.

Já o LinkedIn, a rede social de negócios, é uma plataforma que permite aos usuários criar um perfil online — da mesma forma como o Facebook, por exemplo — com objetivos profissionais.

Com o LinkedIn, o usuário pode criar uma rede de contatos (networking) e manter relações com outros profissionais e com empresas. Além disso, a plataforma também permite a criação de um currículo on-line.

Muitas empresas ofertam vagas nessa rede social e, até mesmo, procuram colaboradores. Por isso, o LinkedI é uma ferramenta de extrema importância que deve ser mantida sempre atualizada.

Existem ótimas oportunidades de emprego em Portugal, basta procurar nos lugares certos.

Quais tipos de trabalho eu posso encontrar?

Em um âmbito mais geral, podemos dizer que há duas possibilidades de emprego para brasileiros, em Portugal. A maioria das vagas é para funções que não exigem ensino superior, como cargos de atendente, segurança, garçonete, recepcionista, auxiliar de limpeza, auxiliar de cozinha, etc. Para essas ocupações, a remuneração mensal é de um salário mínimo, que em Portugal equivale a 589,00 €(sem tirar descontos).

Já para cargos que exigem nível superior, as ofertas de vaga são mais escassas. Isso acontece porque Portugal dispõe de muitos nativos com formação completa e, portanto, o mercado de trabalho já se encontra sem espaço na maioria das áreas.

Apesar disso, o país tem pouca mão de obra na área de Tecnologia da Informação, por exemplo, o que é muito positivo para que brasileiros formados em cursos relacionados a este segmento consigam garantir uma vaga de emprego.

A média salarial para essas ocupações que exigem o nível superior do candidato é de 1000,00€.

É claro que existem áreas profissionais de maior destaque para brasileiros, em Portugal, como é o caso da área de Tecnologia. Mas, antes de entrarmos neste tópico, vale salientar que a seleção para uma vaga de emprego — independentemente da área de atuação — depende muito da experiência profissional, das qualificações técnicas e acadêmicas do candidato.

Em casos de profissões da área de saúde, por exemplo, existe a questão da validação do diploma. Contudo, no geral, o que realmente é levado em consideração durante uma entrevista de emprego é o currículo profissional e acadêmico do entrevistado.

Uma grande vantagem dos brasileiros sobre os portugueses é a experiência. Isso acontece pelo fato de europeus, normalmente, não conseguirem aliar estudo a trabalho, como a maioria dos brasileiros faz.

Por isso, por mais que europeus tenham muita qualificação acadêmica — o que os coloca à frente de muitos brasileiros —, nossos conterrâneos se destacam pela experiência profissional no mercado de trabalho.

Quais são as profissões em alta?

Em Portugal, existem algumas áreas profissionais de destaque que pagam bons salários. Abaixo citamos as principais:

  • Tecnologia — TI;
  • Marketing;
  • Medicina;
  • Direito.

Empresas que ofertam vagas para essas profissões podem pagar salários acima dos mil euros. Também há, em Portugal, áreas que carecem de mão de obra, tais como:

  • Área de contabilidade e finanças: Auditor Interno e Responsável de Cobranças;
  • Bancos e seguros: Diretor de Agência, Gestor, Diretor de Marketing e Diretor Geral;
  • Área legal: Contador, Técnico de Faturamento e Comercial;
  • Recursos Humanos: Técnico de pagamentos e Técnico Administrativo de Recursos Humanos;
  • Indústria, logística e construção civil: Arquiteto, Engenheiro Civil e Gerente e Técnico de Compras.

Existe um site muito útil para quem quer saber a média salarial de uma profissão específica. A Meusalario.pt é uma plataforma que calcula o valor médio pago aos profissionais de uma determinada área de atuação.

É interessante checar o site antes de decidir trabalhar em Portugal, pois, dessa maneira, você pode ter uma melhor noção sobre o mercado profissional e as remunerações médias. Pode ser que os valores sejam um pouco exagerados. Então, aconselhamos apegar-se aos valores mínimos de cada amostra.

Não se limite durante as buscas por um emprego: permita-se conhecer novos lugares e oportunidades em Portugal.

Que cidades eu devo buscar?

A primeira opção de lugar que vem à cabeça de um brasileiro que quer ir trabalhar em Portugal é Lisboa. A capital é,de fato, um ótimo polo de empregabilidade, mas não é o único.

Cidades portuguesas como Braga, Porto, Coimbra e Algarve também oferecem boas vagasde trabalho, tanto para nativos quanto para imigrantes. É importante analisar se as vagas oferecidas são compatíveis com seu perfil. Para isso, visite os sites que indicamos ali em cima. Basta selecionar o local desejado e pôr a mão na massa!

Porto, por exemplo, emprega bastante na área de infraestrutura; o setor de transporte aéreo também é forte, perdendo apenas para o de Lisboa.

Já Algarve, com seu visual de cair o queixo, emprega principalmente nas áreas de turismo e gastronomia; muitos bares, hotéis e restaurantes buscam garçons, atendentes e bartenders para trabalharem na região.

Em Braga, as vagas de emprego também são voltadas para a área da gastronomia, além do artesanato.

E a “cidade do conhecimento”, como é chamada Coimbra, abriga importantes empresas na área de tecnologia da informação, profissão que, como já vimos, pode ser bem remunerada em Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.